Feast

Diarãntaratch

Festa da Fogueira


Diarãntaratch
12 févr. 2020   8:30 PM
Sama Clube Armênio
São Paulo - Brazil

No dia 12 de Fevereiro o Coral Vahakn Minassian vai se apresentar na Celebração de Diarãntaratch - Festa da Fogueira (festival de apresentação do nosso Senhor Jesus ao Templo), promovido pela Igreja Apostólica Armênia na sede da SAMA Clube Armênio.

VENHA PRESTIGIAR NOSSO CORAL E PARTICIPAR DESTA ANTIGA TRADIÇÃO!

Um pouco mais sobre o Diarãntaratch:

A maior tradição atrelada ao Diarãntaratch é acender uma fogueira em frente à Igreja e em ruas vizinhas. Essa era uma tradição pagã que foi incorporada na vida de Jesus com o significado de que o fogo é uma fonte de luz, um dos símbolos de Jesus.

Na véspera da festa, o padre acende uma vela desde as velas do altar e convida a comunidade a acender as velas deles a partir desta e a levarem para suas casas.

O privilégio de acender a fogueira era dado aos recém casados. A primeira fogueira seria acendida nos fundos da Igreja e então as pessoas pegariam pedaços de madeira e colocariam no fogo e a partir daí, acenderiam a fogueira de suas ruas.

Na província de Van, o padre convidava os recém casados para a Igreja e deixava eles usarem trajes eclesiásticos e no fim da cerimônia eles participavam da procissão, carregando oficialmente a luz da Igreja para o mundo.

O fogo simboliza a ideia do amor e da família, e todos os recém casados tradicionalmente dançam em torno da fogueira. Quando as chamas diminuem, eles pulam a fogueira juntos como um casal, acreditando que suas vidas serão livres de infortúnios e que eles terão uma agradável primavera.

Também sobre a fogueira deviam pular mulheres estéreis e mulheres que deram a luz, porém ainda estão no período de 40 dias.

Acreditavam que ao acender uma fogueira no meio do inverno, eles estavam “Queimando o Inverno”, significando que a primavera estava por vir.

Como muitas nações antigas, os armênios acreditam no poder de purificação do fogo. A fogueira traria melhores condições de tempo, os campos de colheita seriam abundantes e o casamento deles seria enormemente abençoado. No fim da celebração, eles recolhem as cinzas da fogueira e levam para suas fazendas, estábulos e pomares.

O fogo é um símbolo do sol e da luz. É considerado sagrado.

O telhado das casas das famílias era chamado “Ojakh” ( lareira) e ‘Dzukh” (fumaça) e os paroquianos “Dzkhagan”, o que significa alguém vindo de sua casa e pertencendo a casa maior, a Igreja.

(Informações retiradas do livro "From the Pastor's desk, de Nerses Manoogian)




Back to the calendar